Após os distúrbios (conflito denominado "Tiros no teatro") ocorridos em 28 de setembro de 1831, que determinaram o seu fechamento, o teatro reabre em 02 de dezembro desse mesmo ano, com a representação do drama em cinco atos "O aldeão magistrado".

O Theatro Constitucional Fluminense fechou suas portas em outubro de 1838 para ser reformado e pintado de novo, reabrindo em 7 de setembro do ano seguinte, novamente com o nome Theatro de São Pedro de Alcântara.