Teatros do Centro Histórico do Rio de Janeiro
Século XVIII ao Século XXI
 
Inaugurações de 1901 a 1950
Theatro Polytheama (1911)
 
Identificação
 
Características físicas:
A construção do teatro teve início no dia 08 de agosto de 1911 e foi concluída em sessenta dias, num “prodígio de atividades e esforço do Sr. Eduardo Victorino”. (10)
 
O teatro ficava na Rua Visconde de Itaúna, “onde se via outrora uma Praça de Touros” (10), a “Empresa Tauromáquica Brasileira”. (2). A rua começava na Praça da República e terminava na Rua Miguel de Frias e Avenida Francisco Bicalho. Pelo decreto de anulação de denominação número 7635 de 10/11/1943, foi incorporada à Avenida Presidente Vargas.
 
Fachada: era um vasto barracão com arcabouço todo de ferro.
 
Interior:
Pelos comentários da imprensa, após sua inauguração, sabe-se que:
 “A sala em anfiteatro tem cadeiras no centro; circunda essa platéia em hemiciclo uma vasta arquibancada. Nesse recinto bastante espaçoso podendo conter uma assembléia de mais de mil espectadores, há uma única pequena porta estreita de saída. Se um incidente insignificante, um grito, uma pilhéria de espectador irrefletido, produzir um pânico, além do espetáculo da cena haverá uma tristíssima tragédia na sala.
 
A caixa do teatro é bastante espaçosa para as mais aparatosas representações.
 
Perto de trinta camarins, todos bem iluminados e arejados, oferecem comodidade ao elenco. A iluminação elétrica tem uma instalação bem feita e dispõe de variados recursos para a cena com os mais imprevistos efeitos.
 
O Polytheama é realmente um teatro popular e merece a boa vontade do povo para quem foi feito”. (10)
 
A instalação elétrica da casa teve sua execução confiada aos Srs. C. Carvalho & Cia.
 
 
Vinculação: era particular, de propriedade do Sr. Eduardo Victorino, que o mando construir.
 
Espetáculo de reinauguração:
Inaugurado com um discurso do orador oficial, Dr. Coelho Neto, apresentou a peça em 3 atos, 12 quadros e 22 números de música, “A volta ao mundo a pé”, de Gaston Marot. Os números musicais foram de autoria do maestro Archimedes de Oliveira.
 
Causas e data do desaparecimento:
Sabe-se que o Polytheama passou a cinema, porém nas fontes pesquisadas não se pode precisar em que época deixou de apresentar programas de teatro.
 
Com o desaparecimento da Rua Itaúna em 1943, o cinema Polytheama teria sido demolido, se isso não tivesse ocorrido antes.
 
Mapa

 

(clique na imagem para ampliar) 

 
Imagem
 
 
Inauguração :
1911 . Em 12 de outubro.
 
Espetáculo :
A volta do mundo a pé 
 
Desaparecimento :
 . Foi transformado em Cinema Polytheama.
 
Causa de Desaparecimento :
Transformação 
 
Endereço :
Rua Visconde de Itaúna . A rua começava na Praça da República e terminava na Rua Miguel de Frias e Av. Francisco Bicalho.
 
Temas associados :
E o teatro virou cinema
Inaugurações de 1901 a 1950
 
 
Alterações Relevantes
 
Fontes
Não Existem Fontes cadastradas !!
 

www.ctac.gov.br Data: 18/12/2018 14:01:52